20/01/2017 Mercado

Melnick Even Urbanizadora foca em novo segmento de mercado

imagem da notícia

Em constante evolução com o mercado imobiliário, a Melnick Even decidiu investir em um novo segmento de mercado, o de loteamentos e urbanismo. Para atender exclusivamente esse nicho, criou a Melnick Even Urbanizadora, presidida por Marcos Colvero, com quem a ME Magazine conversou a fim de entender melhor a proposta e os objetivos dessa nova empresa do grupo.

 

Como surgiu a Melnick Even Urbanizadora?

Esse projeto surgiu de um estudo do planejamento estratégico da Melnick Even para analisar alternativas para manter o crescimento da companhia. A empresa atingiu nos últimos anos uma consolidação e liderança de mercado que acreditamos estar muito próximo do teto de operação, pois temos uma concentração bastante grande e atípica do mercado imobiliário de Porto Alegre. Como é uma meta e um valor da Melnick Even estar em constante crescimento e qualificação, precisávamos encontrar novas possibilidades. Estudamos uma série de opções, visitando todas as alternativas adjacentes ao nosso core business e entendemos que era a hora de investir no mercado de loteamentos e urbanismo, que é um segmento em que nós já temos conhecimento e algumas operações, como é o caso do Ponta da Figueira Marina, e que corresponde com muita sinergia a tendências de consumo e características culturais do Brasil. A partir disso, começou a nascer a Melnick Even Urbanizadora.

 

É um projeto voltado a uma região específica do país?

Na verdade, esse projeto começou a fazer tanto sentido para a empresa que teve um rollout da região Sul para a Sudeste, com a própria Even, e ganhou uma ambição e amplitude nacional. Ou seja, ele passa a ser também uma alternativa de expan

são para a própria Even, que estava encontrando as mesmas dificuldades de expansão que a Melnick Even encontra aqui no Sul. A Even tem uma operação concentrada e de liderança já estabelecida no mercado de São Paulo e uma das posições de protagonismo também no Rio de Janeiro, que são cidades com muita dificuldade de crescer. Por isso, levamos esse plano estratégico também para São Paulo, o que fez com que a Melnick Even Urbanizadora passasse a ter abrangência nacional.

 

Quais são os planos de atuação da Melnick Even Urbanizadora?

O projeto nasce sem limitação geográfica, mas no refinamento do planejamento estratégico foi estabelecido, para o primeiro ciclo, que é até 2020 a implantação, consolidação e apresentação desta nova empresa nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo, não só pelas nossas proximidades culturais, mas principalmente pela nossa estrutura de back office e operação da Melnick e da Even. Outro viés é o de segmentação, no qual também estamos trazendo uma novidade para o grupo. Além de operarmos em todos os segmentos que a Melnick e a Even já operam, do mais alto padrão até o médio e emergente, vamos atender ainda o supereconômico, com a implantação de loteamentos abertos e populares. São três principais produtos: bairros planejados, com usos bastante diver

sificados; condomínios de lotes, mais restritos e fechados; e loteamento abertos, que tem se mostrado uma excelente oportunidade de investimento. A ideia é, a partir desses loteamentos e bairros planejados, gerar novas áreas para a incorporadora.

 

Como irá funcionar a estrutura desta nova empresa do Grupo Melnick Even?

A Melnick Even Urbanizadora já nasce com força e uma visão de investimento muito grande da empresa nesse novo segmento, tanto é que se optou por ter uma estrutura completamente independente e destacar o ex-diretor de incorporação da Melnick Even, que passa a estar à frente da Urbanizadora,  tendo 100% de dedicação neste projeto. Em seu primeiro ciclo, será construído através de associações de empresas parcerias do setor.

 

Como irão funcionar as parcerias estratégicas com outras empresas?

Não temos um modelo rígido, e quem se propõe a uma associação não pode ser inflexível. Somos resilientes, flexíveis e criativos para gerar essas potenciais parcerias sem um modelo fixo. Iniciamos este trabalho com a primeira e fundamental parceria com a Arcádia, que hoje responde com exclusividade à operação no Rio Grande do Sul. Juntas, já fechamos uma promissora parceria com a Frizzo.

 

Foto: Rodrigo Stobäus

 

Fonte: ME Magazine ed. 30